Carreira

A liderança do servir acabou. O que vem agora?

Com modelos hierárquicos e burocráticos em transição, conceito human to human cresce

Gil Giardelli

A coluna Futuro Inteligente, com Gil Giardelli, aborda, nesse vídeo, o fim da intermediação em toda a cadeia corporativa. Na prática, isso significa que agora o que importa são times trabalhando juntos e não pessoas trabalhando para um líder específico, a chamada liderança do servir. O chefe não é mais servido, ele serve. E o impacto não para nos modelos de gestão: tudo que ainda envolve intermediação está com dias contados, caminhando para um processo de reinvenção e desaparecimento.

 

Mesmo assim, ainda é cedo para dizer que o modelo hierárquico e burocrático está desaparecendo, mas há um processo de transição em curso, em que estão surgindo os novos modelos de liderança e gestão, com a excelência do serviço no foco. Neste cenário, o conceito human to human (H2H) cresce e ganha mais importância, tomando espaço do B2B e B2C. “Nunca se viu tanta discussão sobre humanidade”, observa o colunista.

 

Com tantas mudanças, líderes e empresas precisam se adaptar rapidamente. A eficiência operacional e financeira, por si só, já não atende as necessidades do mercado, se com ela não houver também a preocupação com a eficiência da inovação e a gestão da sustentabilidade. O que se sabe sobre o futuro é que “nenhum de nós é tão inteligente quanto todos nós juntos”. Assista ao vídeo com o comentário do colunista e entenda como juntar-se aos demais profissionais para fazer parte desse novo cenário:

 

Quer continuar lendo?