Mercado

Transformação digital está moldando as organizações

Empresas precisam modificar os fundamentos operacionais essenciais

Marco Cavallo

As recentes disrupções impostas pela transformação digital estão criando diversas oportunidades de inovação virtualmente em todos os setores da indústria e mercados, desde os mais tradicionais até os mais inovadores, o que representa nada menos que um novo “Renascimento” para o mercado. Do varejo às ciências biológicas, estamos vendo uma reinvenção completa de produtos, serviços e experiências que estão sendo entregues a mercados. Sabe-se que muitas empresas já iniciaram seus processos culturais e tecnológicos para se tornarem empresas efetivamente digitais, seja por meio de automação e agilizando seus processos de negócios, ou através de amplos investimentos em Inteligência Artificial, Machine Learning ou Advanced Analytics. Tudo com o objetivo claro (e correto) de impedirem que informações críticas que possam ser amplamente monetizadas desapareçam dentro de seus imensos Data Lakes que foram criados em todas as áreas das empresas.

 

Porém, a verdadeira essência da digitalização está na esfera interna das organizações, ou seja, na transformação de sua atuação. Os líderes organizacionais e executivos seniores querem entender como a transformação digital pode transformar suas empresas e dar a elas uma significativa vantagem competitiva dentro de seus segmentos e/ou mercados de atuação. Isso deve-se a duas simples razões: a transformação digital proporciona visibilidade e controle de processos de negócios e inovação de produtos desde sua concepção até o seu design e suporte aos clientes. Poder observar os efeitos disruptivos de toda uma indústria podem ser causados apenas por um processo bem-sucedido de uma única empresa é algo simplesmente fascinante!

 

Oportunidades de crescimento impulsionam a transformação digital 

 

Com o passar dos anos, as principais razões que motivaram as empresas a direcionar dos esforços para a transformação digital sempre giraram em torno de dois objetivos: modernizar a tecnologia em toda a empresa e investir na modernização das experiências dos clientes. Porém, à medida que a transformação digital começa a avançar na empresa como um todo, entender a evolução dos comportamentos e preferências dos clientes foi posto em segundo lugar na lista dos principais motivadores em 2018, o que representou uma queda de 29% em relação ao ano anterior, sendo que mais da metade das empresas (51%) consideram como o principal impulsionador de seus esforços de transformação digital, explorar oportunidades de crescimento em novos mercados.

 

Quer continuar lendo?