Negócios

Os impactos da Inteligência Artificial na economia global

Entenda como IA pode impulsionar o crescimento econômico e a produtividade

Marco Cavallo

Os impactos da Inteligência Artificial na economia global

compartilhar:

 

A Inteligência Artificial (IA) está destinada a transformar profundamente os mercados, modelos de negócios e metodologia de trabalho em maneiras que não são observadas desde o impacto que a tecnologia da computação e a automação teve no final do século 20. À medida que a IA se torna mais acessível para as organizações, mudando a natureza das operações e do próprio trabalho, torna-se essencial mensurar e monitorar seu impacto na economia global. O efeito transformacional e disruptivo da combinação de tecnologias como a IA, Cloud Computing e Analytics já começou a mudar como seres humanos e computadores realizam as tarefas diárias em suas ocupações, assim como a forma com a qual as organizações interagem com os consumidores de maneira surpreendentes.

 

Conforme a IA amadurece, ela pode impulsionar o crescimento econômico e potencialmente servir como um poderoso recurso para impulsionar a produtividade estagnada e escassez de mão de obra que pôde ser observado nas últimas décadas em diversas partes do mundo. Por outro lado, existe uma grande (e crescente) preocupação com a questão laboral. Enquanto diversos institutos de pesquisa mostram que haverá mais benefícios com a IA, outros mostram alguns impactos que podem ser interpretados com maior preocupação, como o caso de uma recente Pesquisa da IBM que mostra que, até 2021, cerca de 120 milhões de trabalhadores atuando nas 10 maiores economias do mundo irão precisar passar por programas de reciclagem ou de capacitação para novas habilidades como resultado da implementação de sistemas de IA e de automação inteligente dentro de suas organizações.

 

Para que seja possível simular o impacto da IA ​​na economia mundial, devemos observar cinco importantes cenários. O primeiro cenário baseia-se na compreensão do comportamento das empresas e na dinâmica de diferentes setores para desenvolver uma visão de como adotar e absorver tecnologias de IA. O segundo cenário leva em consideração as prováveis ​​disrupções que os países, as empresas e os trabalhadores provavelmente experimentarão durante o processo de transição para a IA, uma importante análise para verificar como os ganhos e perdas econômicos provavelmente serão distribuídos entre estes e como tal distribuição poderia influenciar ou colocar em risco os potenciais benefícios da IA. O terceiro cenário verifica o impacto direto da IA no PIB dos países, em especial nas maiores economias do mundo atualmente, e como ela pode alavancar ou estagnar possíveis ganhos. O quarto cenário está diretamente relacionado com o futuro do trabalho e como a natureza não somente das funções e ocupações, mas também dos locais de trabalho irá ser impactada pela IA e automação. O quinto e último cenário talvez seja o mais crítico. Dado o potencial da IA para aumentar a produtividade por um lado, e o potencial disruptivo na força de trabalho por outro, será importante assegurar que existam políticas apropriadas em vigor.

Exclusivo para Assinantes

Clique aqui