Empreendedorismo

Qualquer empresa pode (e deve) ser uma empresa de dados

Vídeo ensina como se estruturar para tirar proveito das informações e impulsionar os negócios

Thoran Rodrigues

Qualquer empresa pode (e deve) ser uma empresa de dados

compartilhar:

“Ser uma empresa de dados é entender como você pode trabalhar o dado para melhorar seu produto ou serviço”. A afirmação é do colunista Thoran Rodrigues, empreendedor e criador da empresa BigData Corp, que captura, agrega e estrutura dados de quase um bilhão de sites. Para ele, todas as empresas, independentemente do porte, podem (e devem) ser uma empresa de dados dentro dessa definição, e isso não significa que você irá vender os dados de seus clientes no mercado.

 

Para que qualquer negócio consiga, no entanto, tirar o máximo de proveito possível das informações para se tornar mais competitivo, algumas dicas listadas por Thoran no vídeo abaixo são essenciais. Ter uma estrutura organizacional voltada para dados e pessoas dedicadas a esse objetivo são algumas dos conselhos citados por ele. “Na prática, ninguém começa 100% estruturado. É comum, no início, jogar todos os dados em uma planilha do Excel. Embora seja importante pensar na estrutura correta, no começo é mais importante ter a consciência da estrutura do que necessariamente implementá-la”, orienta.

Ser uma empresa de dados não significa vender as informações dos clientes, e sim conseguir tirar valor delas para melhorar produtos e serviços

 

Segundo Thoran, muitas startups acreditam já estar utilizando dados e até inteligência artificial no seu negócio, mas é preciso estar atento aos mitos que podem levar o empreendedor a ter um entendimento errado das suas próprias necessidades. Será que seu produto já é maduro o suficiente para investir em uma estrutura de dados? Entenda como começar do zero e passar a utilizar os dados para agregar valor ao seu negócio da melhor forma:

 

Quer continuar lendo?