Você já ouviu falar de algoritmo preconceituoso?

Se não, entenda quais são os riscos de um robô programado sem diversidade

Patricia Peck

30/04/2019

Você já ouviu falar em algoritmo preconceituoso? Se você trabalha ou pretende trabalhar em projetos que envolvam inteligência artificial, é bom estar atento a este perigo. A partir do momento em que “coisas” ganham autonomia e possuem poder de tomada de decisão, é preciso ter diversidade na modelagem e no desenvolvimento para não haver desvio de comportamento ou preconceito. A coluna Legal Innovation conta o que isso significa na prática e enumera casos em que a falta de diversidade no desenvolvimento desses robôs trouxe consequências graves. Acompanhe o vídeo com a colunista Patricia Peck e entenda este cenário:

 

 

Entenda também como o Brasil está posicionado no mercado de inteligência artificial em termos de leis e legislações e quem são os grandes protagonistas globais nesse assunto: