Adaptabilidade: você precisa desenvolver essa habilidade em 2020

Especialistas em recrutamento garantem que desenvolver essa característica é mais importante do que nunca no atual cenário profissional

Carolina Pereira

24/01/2020

“Você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar onde quer”.  A célebre frase do filósofo chinês Confúcio, morto em 479 a.C., nunca esteve tão atual quando o assunto é carreira, e resume bem uma habilidade que será cada vez mais essencial aos profissionais daqui para a frente: a adaptabilidade. Especialistas em recrutamento ouvidos pela IT Trends garantem que desenvolver essa característica, no atual cenário profissional, é mais importante do que nunca.

 

 

O motivo é simples. Com tantas transformações acontecendo no ambiente de trabalho, principalmente por conta da tecnologia, a capacidade de ser adaptável se torna imprescindível para quem quer sobreviver às mudanças. Não é à toa que essa habilidade aparece entre as cinco soft skills mais procuradas pelas empresas em uma lista feita pelo LinkedIn, criatividade, persuasão, colaboração e inteligência emocional.

 

 

“Para trabalhar em um ambiente de constantes mudanças organizacionais, a adaptabilidade é uma condição, um fato real, crescente e presente em todas as organizações. Ter adaptabilidade é ver e viver as mudanças e entender o novo em uma dimensão individual e coletiva”, resume Tânia Ludovico, resume a executiva de RH da innovativa Executivos Associados.

“Para trabalhar em um ambiente de constantes mudanças organizacionais a adaptabilidade é uma condição, um fato real, crescente e presente em todas as organizações”

Saber se adaptar pode ser sinônimo de destaque profissional. “A gente vive em um mundo muito ambíguo, e que tudo se transforma. Uma pessoa que tem a capacidade de se adaptar indiscutivelmente pode se destacar em um mundo como este”, resume Maria Alice Mendes, líder da área Advance na Korn Ferry.

 

 

“Esta habilidade de adaptabilidade ainda é um diferencial. Como toda habilidade, é necessário desenvolvê-la para responder às exigências do mercado atual”, aconselha Tania. Susana Falchi, CEO da HSD, concorda que quem é adaptável, hoje, sai na frente dos outros profissionais:”a adaptabilidade na análise de dados e à novas formas de se fazer as coisas devido às tecnologias, por exemplo, acaba sendo um diferencial para a atuação profissional”.

 

 

Como se tornar adaptável?

 

Com a necessidade crescente de adaptabilidade, é possível que os profissionais desenvolvam essa capacidade? De acordo com Susana Falchi, CEO da HSD, consultoria de recursos humanos, a flexibilidade é um padrão mental que pode sim ser desenvolvido.  Para que isso aconteça, é importante que o indivíduo passe a interpretar determinadas situações ou informações a partir de vários pontos de vista. “Esse é um exercício relevante para tirar a perspectiva do absolutismo mental e trazer um olhar para as possibilidades”, orienta Susana.

A flexibilidade é um padrão mental que pode ser desenvolvido.  Para que isso aconteça, é importante que o indivíduo passe a interpretar determinadas situações ou informações a partir de vários pontos de vista

Para Tânia, o desenvolvimento da adaptabilidade vai além do esforço individual, e deve ser um “esforço coletivo e deverá ser abordado e vivido nas esferas educacionais e profissionais”. Ou seja, para impulsionar a capacidade de ser adaptável será necessário envolvimento de todos, de empresas a instituições de ensino, não só dos profissionais.

O fato é que a necessidade de adaptabilidade tende a ganhar ainda mais importância daqui para a frente, se tornando uma questão imprescindível para quem quer garantir o futuro profissional. “Com o advento da tecnologia ampliam-se as possibilidades de atuação e adaptação a esse contexto será uma questão de sobrevivência”, afirma Susana.