Após aporte de empresa chinesa, TruckPad abre 150 vagas em São Paulo

Das vagas, 50 são para a área de customer success. Há ainda posições para áreas comercial, engenharia, marketing e produto
19/12/2019

A startup TruckPad está com 150 vagas abertas para seu escritório em São Paulo. Interessados devem se inscrever pelo link. A empresa oferece uma plataforma de logística que conecta caminhoneiros autônomos com empresas, transportadoras e pessoas interessadas em contratar serviços de frete na América Latina.

 

 

Os planos de expansão se dão após aporte da chinesa Full Truck Alliance, que atua no mesmo setor. O valor do investimento não foi divulgado. Das vagas abertas, 50 são para a área de customer success (sucesso do cliente), foco principal da empresa neste momento de expansão. As outras 100 vagas estão divididas entre as áreas comercial, engenharia, marketing e desenvolvimento de produto.

 

 

Carlos Mira, fundador e CEO da TruckPad, acredita no potencial de crescimento da indústria de serviços de logística no Brasil. “Para isso, estamos investindo na formação de um time de alta performance, buscando jovens determinados e com perfil arrojado”, ressaltou.

 

 

A área de sucesso do cliente é ocupada por profissionais que se dedicam ao contato direto com os caminhoneiros usuários da plataforma, com objetivo de coletar dados administrativos para melhorar a experiência dos usuários. Na área, há também funcionários responsáveis pelos clientes B2B, transportadoras e empresas que utilizam a plataforma para encontrar serviços de frete.

 

Benefícios

 

A startup oferece como benefícios vale-refeição, alimentação, transporte, bicicletário, plano de saúde e odontológico, um espaço com mesa de bilhar, ping-pong e simulador de caminhões para momentos de descontração. A startup garante também que não há dress code a ser seguido.

 

Receba somente o que importa sobre transformações digitais

 

Como informa a empresa, seu app já foi baixado mais de 1,2 milhão de vezes e conta com cerca de 400 mil motoristas autônomos cadastrados. Durante o ano de 2019, a startup afirma ter movimentado mais de R$ 700 milhões em fretes. A meta é chegar a R$ 2 bilhões em 2020.

 

 

– [E-book gratuito]: 10 razões para aprender a programar

– [E-book gratuito]: 7 habilidades para sobreviver ao futuro do trabalho