Crise vai transformar a gestão de times remotos

Poder de liderança e sensibilidade são essenciais para guiar equipes que trabalham à distância

Tiago Alcantara

31/03/2020

Por mais de uma semana, boa parte das capitais do mundo estão vivendo uma situação sem precedentes. Ruas com quase nenhuma circulação, transportes públicos vazios e um verdadeiro tsunami de reuniões por videoconferência. As medidas para conter a disseminação do Covid-19 transformaram grandes cidades em cenários muito mais “caseiros”, com grande parte das empresas trabalhando no regime de home office. Se momento, as lideranças são essenciais para fazer uma boa gestão de times remotos e manter projetos rodando com a mesma eficiência.

 

Além dos impactos óbvios em investimentos e da criação de planos de contenção de crise, o coronavírus também deve demonstrar um aspecto mais criativo e tecnológico de nossa sociedade: o trabalho remoto de forma generalizada. Um grande desafio nesse cenário é coordenar esforços para que as entregas continuem sendo realizadas. E, ainda, como realizar a gestão de times remotos sem esquecer o componente humano? Afinal de contas, vivemos em tempos de pandemia.

 

 

Para o sócio da PwC Brasil Norberto Tomasini, estamos vivendo uma transformação forçada, mas sem volta. Segundo o executivo, que está operando com seus times 100% em sistema de home office, o trabalho remoto “bem feito” traz mais liberdade para as pessoas e maior agilidade para os negócios.

 

O gestor explica que a PwC já atuava em grande parte com times distribuídos globalmente, mas que crise deve fazer com que este tipo de colaboração à distância seja vista com outros olhos pelo mundo corporativo. Como forma de divulgar a prática e tornar o home office mais amigável, a companhia divulgou materiais educacionais com instruções para o trabalho remoto e iniciou uma campanha em suas redes sociais mostrando alguns de seus colaboradores remotos.

 

“O mais importante nesse ambiente virtualizado, com projetos distribuídos, é você estabelecer relações de confiança com todo mundo do time”, Norberto Tomasi, PwC Brasil.

 

Assista à da IT Trends com o sócio da PwC Brasil e confira outras dicas para liderança de times remotos.