Déficit de profissionais e ameaças avançadas marcam mercado de cibersegurança

Métodos e técnicas usados pelos criminosos estão em constante mutação, o que significa que, na corrida da segurança digital, quem está do lado dos mocinhos está sempre um passo atrás

Sergio Teixeira Jr., de Nova York

12/02/2020

Um levantamento divulgado recentemente pela organização sem fins lucrativos (ISC)² apontou um enorme déficit global no número de profissionais qualificados para trabalhar em cibersegurança. Segundo a entidade, em todo o mundo seriam necessários mais 4 milhões de pessoas se dedicando a esse segmento crucial da indústria da tecnologia.