Pesquisa aponta crescimento no nível de automação no Brasil

Estudo também mostra que evoluções na adoção de tecnologias pelos consumidores ocorreram no aumento do acesso à internet e na adoção de tecnologias nos veículos
16/12/2019

O nível de automação nas empresas aumentou 4% de 2018 para 2019, de acordo com o Índice de Automação do Mercado Brasileiro. O estudo, realizado pela Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil, com apoio da empresa de pesquisas GfK, também apontou que no período houve destaque para as indústrias de pequeno porte, que aumentaram seu índice de automação de 0,273 para 0,275, e do setor de Bens de Consumo Semiduráveis, que passou de um índice de 0,249 para 0,259.

 


O o setor de Comércio e Serviços  teve entre os destaques o varejo, que passou de um índice de 0,213 para 0,234, e o e-commerce, que passou de 0,295 para 0,317. Em geral, o estudo constata que o conceito de automação está bem difundido nas empresas e está diretamente ligado à produtividade e à inovação.

 

Enquanto o conceito de automação para a indústria está mais ligado à produção e logística com o uso de maquinário, esteiras e sensores óticos, para o comércio e serviços ele se amplia a todos os equipamentos que tornam os processos mais eficientes – incluindo sistemas de gestão do ponto de vendas e do estoque.

 

 

Consumidores

 


O índice de automação do consumidor brasileiro também teve uma evolução em 2019, passando de 0,174 pontos para 0,181. As maiores evoluções na adoção de tecnologias pelos consumidores ocorreram no aumento do acesso à internet e na adoção de tecnologias nos veículos, como sensor de ré e a integração do celular e do GPS ao sistema de multimídia.

Durante um ano foram entrevistados 2.680 consumidores; na indústria, 1.979 empresas; e no comércio/serviços, 2.833 empresas de todos os portes e com abrangência nacional. No ano de 2019, o cálculo do índice de Automação do mercado Brasileiro foi reformulado para considerar as novas tecnologias de automação disponíveis no mercado nacional.