Empreg(h)abilidade

Você está preparado para ser um profissional ágil?

Novos modelos exigem habilidades como trabalho em equipe, colaboração, escuta ativa e flexibilidade

Você está preparado para ser um profissional ágil?

compartilhar:

Danylo Martins

A pergunta do título da matéria levou você a pensar que estamos falando de velocidade, rapidez ou fazer as atividades com pressa? Nada disso. Ser um profissional ágil tem a ver com autonomia, flexibilidade e colaboração. É isso que as empresas têm procurado mais. Basta notar a adoção crescente das chamadas metodologias ágeis, como Scrum e Kanban, ou ainda o conceito “lean startup” (startup enxuta, em tradução livre). Engana-se quem pensa que os novos modelos de trabalho se restringem aos negócios de base tecnológica – grandes empresas abrem a mente cada vez mais para a cultura da agilidade.

 

Com ciclos curtos de entrega e feedbacks durante o processo, os times multidisciplinares se unem para desenvolver produtos e serviços. Esqueça as paredes engessadas ou áreas bem delimitadas, como RH, finanças, marketing e jurídico. Profissionais de diversos setores formam uma equipe cujo objetivo é comum e bem claro: melhorar o fluxo de entrega de projetos.

 

Essa mentalidade ágil é benéfica para as companhias. Ajuda a minimizar o tempo que o profissional gasta com atividades que geram desperdício, por exemplo, reuniões improdutivas, retrabalhos, “passagens de bastão” desnecessárias, explica Vitor Massari, professor de metodologia ágil na pós-graduação de gestão de negócios e projetos da Fundação Instituto de Administração (FIA). “Consequentemente, isso aumenta a produtividade, engajamento e motivação do profissional.”

 

Exclusivo para Assinantes

Clique aqui