Negócios

Saiba como a inteligência artificial está revolucionando a Educação na China

Tecnologia da Squirrel AI Learning é capaz de identificar individualmente as capacidades do estudante a partir de algoritmos

Saiba como a inteligência artificial está revolucionando a Educação na China

compartilhar:

Bruno Guedes, de Lisboa

Há pura inteligência artificial envolvida nas ferramentas da Squirrel AI Learning que já são usadas por mais de um milhão de estudantes na China. Mas a essência dos sistemas disruptivos de aprendizagem desse unicórnio, que estão transformando a Educação no país, seguem um preceito essencialmente humano: cada pessoa é única, possui um conjunto próprio de habilidades e, desta forma, aprende no seu tempo.

 

A filosofia que envolve o desenvolvimento de tecnologias da companhia chinesa é tão simples e natural quanto a forma como o fundador, Derek Haoyang Li, fala sobre ela. “Educação é um assunto sobre a natureza de cada indivíduo. Cada um tem suas capacidades próprias a desenvolver”.

 

Newsletter

Inscreva-se e receba somente o que importa sobre transformações digitais

Obrigado!

Quer acesso ilimitado a todo conteúdo da IT Trends?

Quero aproveitar meu 1º mês por R$1,97 Cancele quando quiser sem burocracia

 

Ele explicou que o ensino tradicional, além de padronizado, tem um ritmo uniforme com base no desempenho médio dos estudantes. Mas quem está abaixo desta média provavelmente não terá rendimento satisfatório e não absorverá conhecimentos para desenvolver as habilidades que já são inerentes a si.

 

 

Uma das tecnologias transformadoras da Squirrel, fundada em 2014, é o sistema MCM, capaz de identificar individualmente as capacidades do estudante a partir de algoritmos. Mas não por meio de uma classificação por disciplinas tradicionais do conhecimento, como Matemática, Física, Línguas. Há dezenas de habilidades mensuradas pela ferramenta como capacidade de análise de gráficos, expressividade, concepção artística, compreensão verbal, dedução racional, memórias culturais, associações linguísticas e tantas outras.

“Educação é um assunto sobre a natureza de cada indivíduo. Cada um tem suas capacidades próprias a desenvolver”

As aptidões podem ser associadas a carreiras e a linguagens de aprendizagem. Todo o conteúdo é personalizado a partir da natureza cognitiva do aluno identificada pela plataforma, usado em paralelo às aulas tradicionais. A interação do estudante com o dispositivo passará a respeitar o seu ritmo.

 

Segundo Haoyang Li, a ferramenta tem base no tripé ‘modo de pensar, capacidade e metodologia’, sendo um pilar produto do outro. As tecnologias de AI não eliminam o professor, que precisa ser qualificado para a nova lógica.

Durante a apresentação no Web Summit, ele mostrou o caso de uma aluna do sistema de ensino chinês, Helen, que tinha grande dificuldade em matemática, disciplina na qual seu desempenho era bem abaixo da média. Ela acertava um quarto dos testes. Na língua inglesa, estava em um nível parecido. Em menos de dois anos, passou a ter o terceiro melhor desempenho. Depois de graduada no correspondente ao Ensino Médio, Helen foi estudar manutenção de aviões em Seatle, nos Estados Unidos.

 

A companhia está presente em dois mil centros de aprendizagens da China e pretende levar sua tecnologia para o mundo. “Eu acho que podemos fazer milagres na Educação com Inteligência Artificial”, garantiu o executivo.