IBM ajuda a desvendar os desafios da fluência digital

Saiba como inverter a lógica da empresa e por que isso é bom para o negócio (Parte III e IIII na matéria completa)
27/02/2019

Quer atingir a chamada fluência digital? Então tenha disposição de atleta para virar a lógica da empresa de cabeça para baixo. Essa é uma das dicas dadas por Ricardo Barbosa, vice-presidente de estratégia digital da IBM para América Latina, na continuação da série de vídeos preparados pelo IT Trends sobre Fluência Digital. Após ter explicado o conceito e sua importância para os negócios e a carreira no primeiro capítulo da série, Barbosa agora elenca os principais desafios para os quais os profissionais devem estar preparados dentro do mundo digital, no qual a velocidade não é mais definida pela empresa e a expectativa dos clientes é alta.

 

Os talentos requeridos são diferentes de antes, e alcançar a almejada fluência digital não é apenas uma necessidade no C-Level. Em todos os níveis, atualizar-se e acompanhar a transformação não é mais uma escolha, pois “o talento do passado não é necessariamente o talento do futuro”, como explica Barbosa. Entenda melhor este cenário e saiba o que fazer para não ficar para trás no vídeo:

 

 

 

Será que as instituições de ensino estão preparadas para todas essas transformações? Se não, onde buscar conhecimento para alcançar a fluência digital? Ao mesmo tempo em que nunca foi tão fácil obter conhecimento, é cada vez mais difícil saber o que é relevante e encontrar uma boa curadoria de conteúdos. Afinal, “não ter informação atrapalha, mas ter demais atrapalha também”, diz Barbosa. Confira as dicas do especialista para se preparar:

 

 

Não deixe de assistir ao capítulo 2 da série Fluência Digital com Denis Balaguer, diretor do centro de inovação da EY.