Empreg(h)abilidade

União de biblioteconomia e tecnologia cria oportunidade

UX, SEO e monitoramento digital fazem demanda por este profissional crescer

União de biblioteconomia e tecnologia cria oportunidade

compartilhar:

A palavra bibliotecário te remete a um profissional que passa o dia em meio a livros empoeirados organizando grandes acervos de obras literárias? Se a sua resposta é sim, então é melhor repensar. Com a união de biblioteconomia e tecnologia este profissional tem sido procurado por empresas para exercer funções que vão muito além da organização de obras, gerando uma demanda que ainda não é suprida pelos formados na área, de acordo com especialistas.

 

A profissão é a segunda a ser abordada na série Carreiras em Alta, do IT Trends (veja aqui qual foi a primeira). O diretor do curso de biblioteconomia da PUC Campinas, César Antonio Pereira, explica que agora, com o crescimento constante das informações disponíveis em meios digitais, o grande desafio do século 21 é encontrar formas de buscar e organizar os dados com agilidade. É aí que esse profissional ganha relevância no mercado. “O bibliotecário trata a informação e a torna acessível ao usuário final, seja de forma física ou digital”, diz. Com o lado digital gerando muitas novas demandas, cria-se uma oportunidade e, segundo Pereira, sobram vagas e faltam candidatos.

 

Segundo o Censo da Educação Superior de 2017, são 58 cursos de biblioteconomia no país, sendo a grande maioria em faculdades públicas (48). O número é pequeno se comparado a outros cursos da área de humanas (direito, por exemplo, tem 1203), mas a procura pelo curso também é baixa, fazendo que o vestibular seja pouco concorrido. Na FUVEST, por exemplo, foram cerca de seis candidatos por vaga para 2019.

O monitoramento digital de informações sobre produtos e serviços de empresas concorrentes é uma das áreas que vem fazendo a demanda por profissional crescer. “Este tipo de análise digital não pode pra ser 100% automatizada, pois depende do entendimento da razão da demanda”, acredita Pereira. Estes dados são utilizados para tomada de decisão estratégica das companhias, que é direcionada pelo profissional de biblioteconomia.

Exclusivo para Assinantes

Clique aqui